Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Pedra e Cova da Moura

Lugares da freguesia de Ventosa (São Mamede) - Concelho de Torres Vedras

Lugares da freguesia de Ventosa (São Mamede) - Concelho de Torres Vedras

Localização/População

Os lugares de Pedra e Cova da Moura localizam-se na freguesia de Ventosa, concelho de Torres Vedras. Estes lugares encontram-se a cerca de 5km da sede de freguesia e a 13 km da sede de concelho.

 

Pedra e Cova da Moura são localidades hoje em dia agregadas num só lugar, segundo a maior parte dos seus habitantes. As duas localidades possuem mais de 500 habitantes (Censo de 2001).

 

 

 

Localização

 

Fotos

Procissão 2006

Entrada da Procissão´

Largo de São Sebastião

Agosto de 2006

 

 

Procissão 2006

Procissão nas ruas da Cova da Moura

Rua dos Moinhos/Travessa do Moinho

Agosto de 2006

 

Procissão de São Sebastião, Largo da Moura (Agosto de 2010)

 

 

Pedra. Agosto de 2010 (foto tirada na rua dos Pocicos)

 

 

Cova da Moura (Março de 2011)

 

 

Azinhaga, Carreiras e Casal da Abrigada (Março de 2011)

História e Lendas

HISTÓRIA

 

Forte da Galpeira ou da Carregueira

Construído no início do século XIX (há 200 anos atrás) no período das Invasões Francesas, o Forte da Carregueira, com o nº 143, possuía uma guarnição de 150 homens e artilharia de quatro peças de doze libras.

 fort-143-forte-de-galpeira-plate-13_orig.jpg

 

 

LENDAS

 

Lenda da Cova da Moura

Reza a lenda que quando os mouros chegaram a Ventosa acamparam numa das elevações da freguesia. Os habitantes da aldeia ao repararem que o povo ali se mantinha há muito tempo, começaram a arquitectar planos diversos para afastar gente tão indesejável.
Certo dia, uma das pessoas mais antigas da aldeia encontrou a solução: amarrar aos cornos do gado velas a arder para quando os mouros as avistassem pensarem que se tratava de uma guerra.
O engenho deu certo, pois no momento em que os mouros avistaram as luzes das velas fugiram gritando "Vem aí a guerra".
Com a pressa, deixaram todos os seus tesouros.

 

 

 Lenda do Moinho da Sarreira ou da Doutora

 Sem Título.png

Conta a lenda que no moinho da Sarreira (da Doutora) certas noites ouvem-se os cantos da moura encantada. E, quem não temer de ir lá acima a partir de umas certas horas da noite (entre meia-noite e duas da manhã) e der três voltas ao moinho, aparecer-lhe-á e lhe será revelado o local do tesouro. Diz-se que entre mouchin (Mouxaria), sarrin (Sarreira) e sindin (Sendieira) há muitas fortunas enterradas.

Igreja

Construída no sítio da antiga ermida de São Sebastião, instituída pelo padre
Domingos Antunes, existia em 1758, estava em ruínas no final do século
XIX. No seu lugar deu-se início, em 4 de Maio de 1880, à construção da nova
capela de 2ª fundação, restaurada nos anos 40. A Capela de São Sebastião, de
segunda fundação, tinha nave principal, coro e sacristia. Existem as imagens de
São Sebastião, da Senhora do Rosário, da Senhora de Lurdes, de São José e do
menino Jesus e os quadros do Coração de Jesus e do Coração de Maria (1911).
O arco da capela mor veio de Torres Vedras, ao que se julga da Igreja de São
Miguel. Serviu o culto até 15 de Agosto de 1978, sendo demolida para no mesmo
local ser construída a actual Igreja Nova, que teve a sua inauguração no da 3 de
Maio de 1981, presidindo a esse acto o Cardeal Patriarca D. António Ribeiro
(pQ).

 

FOTOS

     Antiga capela de São Sebastião - Pedra (1881-1978)

FB_IMG_1443185628660.jpg

 

 Atual igreja de São Sebastião (no mesmo local)

Igreja de São Sebastião em dia de Procissão (Agosto de 2006)

 

Igreja de São Sebastião (Agosto de 2010)

Equipamentos e serviços

Igreja São Sebastião

 

Centro Social Desportivo e Cultural da Pedra (Clube local) (sala de espectáculos, café, "restaurante" e campo de jogos)

 

Centro de Dia (em construção) (associado ao CSDRC Pedra)

 

Escola EB 1 Pedra/Cova da Moura com "ring"

 

Jardim de Infância

 

 

Sigam-me

Em destaque no SAPO Blogs
pub